Acreditar em um sonho. Confiar no destino. Crer que cada um tem uma missão.

Crer que a obra de um homem deve sobreviver a ele e servir ao próximo. Superar seus limites, extrapolar seu próprio ego, suas próprias vontades e vaidades e expor-se de peito aberto, sem julgamentos, aceitando com humildade os desígnios destinados a cada um.

A criação do Núcleo de Atendimento à Criança com Paralisia Cerebral incluiu todos esses sentimentos, envolveu todos aqueles que contribuíram na edificação de sua pedra fundamental. A criação do NACPC foi antes de tudo uma escolha, um desafio de crescer e construir, um desejo de contribuir e modificar.

Não é necessário muito para ouvir, perceber e acolher aquele que apenas parece ser diferente, por isso tão julgado e incompreendido, entretanto tão igual em sentimentos, em sonhos, em expectativas. É isso que o Núcleo de Atendimento à Criança com Paralisia Cerebral pretende antes de tudo. Ser um local de acolhimento, de afeto, um local onde os sonhos das crianças podem ser sonhados juntos, os desafios para se chegar lá possam ser compartilhados, as dificuldades possam ser compreendidas e que esses caminhos possam se tornar menos árduos por estarem sendo trilhados em conjunto...

O Núcleo de Atendimento à Criança com Paralisia Cerebral (NACPC) é uma entidade sem fins lucrativos que foi inaugurada em Março de 2001 com o propósito de oferecer atendimento especializado e gratuito às crianças carentes com paralisia cerebral e a suas famílias.

Temos como objetivo principal atuar no processo de inclusão social e educacional da criança com paralisia cerebral, tornando-a o mais independente possível, melhorando sua relação com a família, qualificando esse vínculo para que se sintam mais preparados a participar na comunidade. Também temos como meta reintegrar essa família na sociedade em todo seu contexto sócio-econômico-cultural, orientando-a quanto aos direitos de sua criança, além de proporcionar ações educativas para que, através da informação, possamos contribuir para diminuir a discriminação social.

O NACPC oferece, na área de saúde, atendimentos em neuropediatria, psiquiatria, fisioterapia, fisioterapia aquática, terapia ocupacional, fonoaudiologia, comunicação alternativa, psicologia, assistência social, serviço de bioimagem e na área da educação, psicopedagogia, informática, música, capoeira, natação, educação física em solo, atendimento educacional especializado e escola transitória. As equipes trabalham de forma multi e interdisciplinar, possibilitando atuação em conjunto, o que proporciona um excelente rendimento da criança. A evolução de cada uma é acompanhada e estudada por todas as áreas envolvidas para que cada criança possa ter o máximo de aproveitamento em todas as suas sessões.

Ao se falar de inclusão não se pode desvincular um trabalho realizado com as famílias, preparando-as e orientando-as em um momento só delas, quando podem ser ouvidas, compreendidas e acalentadas. Por isso temos no NACPC o Núcleo Familiar onde os responsáveis pelas crianças participam de grupos de vivência psico-corporal, sessões de musicoterapia e as oficinas de produção (oficina de material reciclado, oficina de pintura em tecidos, oficina de artesanato, oficina de modelagem, entre outras) e têm aulas de informática, para que possam também aprender uma atividade e serem re-inseridas no mercado de trabalho.

Acreditando que o processo de habilitação/reabilitação de uma criança com paralisia cerebral não se desvincula do processo educacional, a Escola Transitória surgiu devido à necessidade de garantir as nossas crianças e adolescentes com paralisia cerebral o acesso à educação, à socialização e ao desenvolvimento pleno da cidadania, proporcionando maior autonomia e otimização de suas habilidades cognitivas. Nesse processo sua estruturação foi consolidada com o apoio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC), um de nossos grandes parceiros na luta pela inclusão, desenvolvendo em conjunto o Projeto Inclui, Salvador.

Dessa forma pudemos oferecer um currículo com a perspectiva da educação inclusiva estimulando a criança com paralisia cerebral e ajudando em sua interação com o meio em que vive. As crianças também têm acesso a aulas de informática objetivando tanto a capacitação educacional do aluno como sua posterior colocação no mercado de trabalho.

Além disso, todas as escolas da rede regular de ensino que têm ou não uma criança com paralisia cerebral em sua classe recebem do Núcleo da Criança com Paralisia Cerebral todo suporte necessário. O apoio a essa inclusão se faz:

• através de visitas mensais às escolas que tem uma criança especial em sua classe tanto por professores do Núcleo como por profissionais da área de saúde (fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos).
• cursos e seminários aplicados para os professores das escolas da rede pública ou particular que receberão ou já têm uma criança especial.
• orientação na adaptação do mobiliário e material escolar.
• orientação na adaptação curricular necessária ao bom desenvolvimento do educando reforço, em nossa Escola Transitória, para a criança com paralisia cerebral já incluída em ensino regular, realizada em turno oposto a fim de trabalhar suas maiores dificuldades.

Esse projeto é um grande desafio, uma batalha longa que é travada no dia a dia, dentro e fora da sala de aula, ultrapassando-a e alcançando toda a comunidade escolar. Dessa forma, o NACPC oferece suporte para que a inclusão dessa criança seja realizada de forma responsável, com professores, pais e alunos mais conscientes e preparados.

Dentro da mesma perspectiva, surgiu o Projeto Afagar, em parceria com UNICEF, abraçando a concepção de que as famílias deveriam ter um apoio todo especial através de um programa de acolhimento e orientação, criando assim oportunidades de desenvolvimento individual e social. Dessa forma, transformando as famílias das crianças com deficiências em multiplicadoras de ações positivas no enfrentamento das dificuldades que surgem, sem perder a magia, o encanto, o carinho e a atenção necessárias ao desenvolvimento de seus filhos. Através de ações desenvolvidas pelos grupos de pais, foram realizados seminários, palestras e diversos eventos que possibilitaram a essas famílias a oportunidade de sentirem-se sujeitos de seus próprios destinos, dando forma e cor a suas idéias e anseios.

Como parte de todo o processo de socialização de crianças com paralisia cerebral e suas famílias, o NACPC participa de diversas atividades externas como passeios a parques, cinema, praia, teatro, caminhadas, feiras de artesanato, circo, apresentações do Grupo de Capoeira KEKERÊ-ALAYÊ, jogos olímpicos, onde crianças com paralisia cerebral e suas famílias socializam-se com crianças sem deficiências. No NACPC queremos não só cuidar da criança com paralisia cerebral mas também garantir que ela possa ser capaz de conviver com crianças sem deficiências com harmonia e em igualdade de direitos: direito à vida, à escola, à saúde, ao respeito, a sua cidadania.

O NACPC possui um Núcleo de Pesquisas que atua em meio à comunidade através de palestras educativas sobre vários temas relacionados à paralisia cerebral com o intuito de diminuir a discriminação e a desinformação sobre a criança com paralisia cerebral. Essas palestras acontecem no auditório do NACPC ou na própria comunidade e envolvem todos os profissionais e áreas.

O Núcleo de Atendimento à Criança com Paralisia Cerebral nasceu de um sonho. E se tornou realidade na vivência do dia a dia, no cotidiano difícil da criança com paralisia cerebral e de sua família, no somar das experiências que cada um trouxe ao juntar-se ao nosso grupo.

Nessa caminhada são importantes os amigos e parceiros que conquistamos, os mesmos que nos incentivam a continuar e nos fazem acreditar que sempre nem sempre o impossível é tão impossível assim.

Novos desafios estão presentes e prontos a serem enfrentados. Nossa coragem se renova no olhar de cada criança que antes não sorria, não falava, sequer vocalizava, que antes nem a si próprio se percebia... Renova-se no esforço de cada terapeuta, de cada professor, de cada pai e de cada mãe.

Que cada um que se junte ao nosso grupo, que compartilhe da mesma crença, que aceite o mesmo desafio possa ter a esperança de que com trabalho, amor, doação e ações concretas possamos mudar um pouquinho o mundo a nossa volta e acrescentar mais uma pedrinha na construção da estrada do verdadeiro amor...

 
Todos os textos e imagens apresentadas nesta Home Page pertencem ao acervo do Núcleo da Criança com Paralisia Cerebral, e, portanto, ficam proibidas a cópia do conteúdo textual e/ou utilização de imagens sem autorização formal da Organização NACPC. Esta solicitação respalda-se na Lei de Direitos Autorais No 9.610,
de 19 de fevereiro de 1998, da Constituição Brasileira.